Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Nise da Silveira inspira espetáculo sobre doença mental

A atriz Fernanda Freitas interpreta bailarina que sofre surtos psicóticos; personagem encontra alívio na arte e na relação com um maestro

julho de 2015
VICTOR HUGO CECATTO

“Só o amor salva alguém da loucura”, escreveu a psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999). A trajetória e as ideias da médica, que acreditava no potencial da arte para amenizar o sofrimento psíquico, inspiraram Pulsões, espetáculo que reúne música, dança e texto para representar a doença mental de forma lúdica e delicada.

A atriz Fernanda Freitas interpreta uma bailarina com psicose que encontra alívio nos movimentos da dança e na relação amorosa com um maestro. Uma sucinta orquestra com piano e violoncelo forma, de acordo com a diretora Kika Freire, um terceiro personagem que influi nas emoções do casal.  A renda de uma das sessões será revertida para a Casa das Palmeiras, no Rio de Janeiro, instituição de reabilitação de ex-internos psiquiátricos criada por Nise.

Pulsões.
Teatro Poeira. Rua São João Batista, 104, Botafogo, Rio de Janeiro.
De quinta a sábado, às 21h. Domingo, às 19h.
R$ 60 (quinta e sexta) e R$ 80 (sábado e domingo).
Até 30 de agosto.

Esta matéria foi publicada originalmente na edição de julho de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/1epW4DO

Leia mais:

Perigosas sobreposições da loucura
Identificar o outro como louco abre um campo
de abuso de poder, intolerância e violência

Um palco para cada loucura
Teatro do Oprimido reúne pacientes, atores e
profissionais da área psiquiátrica