Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

O lapso do radiologista

A cegueira por desatenção suprime distrações irrelevantes e dirige o foco para tarefas específicas

maio de 2015
Susana Martinez-Conde e Stephen L. Macknik

de “the invisible gorilla strikes again: sustained inattentional blindness in expert observers,” por Trafton Drew, Melissa L-H. Võ e Jeremy M. Wolfe, em Psychological Science, vol. 24, no 9, setembro de 2013

Uma tarefa típica desse profissional é contar nódulos brancos cancerosos no pulmão dos pacientes e diferenciá-los de vasos sanguíneos semelhantes e de mesma cor (mas alongados). Em 2012, o neurocientista Jeremy M. Wolfe e seus colegas do Hospital Brigham and Women’s, em Boston, apresentaram essa figura misturada com muitas outras a especialistas e também a observadores destreinados e pediram que calculassem o número de nódulos de câncer. Mas a verdadeira questão era saber se os participantes perceberiam um gorila de 360 quilos na chapa de radiologia. Isso mesmo – há um animal desses na imagem, embora você possa não ter percebido. Todos os observadores não treinados, e surpreendentes 83% dos radiologistas experientes, não conseguiram enxergar o primata durante um experimento realizado com figuras semelhantes. Para os cientistas cognitivos, o ocorrido é uma demonstração do que chamam de cegueira por desatenção. Isso quer dizer que os profissionais estavam distraídos? Que o cérebro falhou? De modo algum. A tarefa específica era caracterizar nódulos brancos nas imagens, e não encontrar gorilas negros. O sistema de atenção agiu como devia e suprimiu distrações irrelevantes.

Leia o texto completo: "O jogo dos sete erros" da edição de maio de 2015 de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/1DKrwmD

 

Leia mais:

Como funciona a cegueira de escolha
Pesquisadores estudam o fenômeno que faz com que
acreditemos ter tomado uma decisão contrária à definida

Exercícios mentais contribuem para manter o foco
Com apenas alguns minutos de treino por dia é possível
aumentar a concentração e melhorar a qualidade de vida