Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Sucesso em São Paulo, Meu Deus estreia no Rio de Janeiro

Peça suscita discussões existenciais, tendo Deus como protagonista que, deprimido e pensando em suicídio, busca auxílio de uma terapeuta

agosto de 2014
João Caldas/Divulgação
Dan Stulbach e Irene Ravache vivem paciente e terapeuta em Meu Deus!
“Uma depressão que já dura 2 mil anos” é o motivo que leva o paciente D. a procurar a psicoterapeuta Ana. Ele diz ser uma “espécie de artista” e precisar de ajuda. Confusa, ela tenta explicar que, além de não ter horário para atendê-lo, é especializada no tratamento de crianças. No entanto, o paciente revela sua verdadeira identidade: é Deus e está pensando em suicídio – e acabar consigo mesmo significa também terminar com a humanidade. Meu Deus!, que chega ao Rio após temporada de sucesso em São Paulo, é um bem-humorado e sarcástico diálogo entre a ateia Ana e o Criador, que ela pensa de início de ser apenas um paciente sobrecarregado pelo estresse, com crises de megalomania.

Apesar da abordagem leve, o texto da dramaturga israelense Anat Gov suscita discussões existenciais. Deus fala de sua profunda decepção com o homem, mostra-se ora justo e ponderado, ora irritável e vingativo. Nessa única sessão, percebe-se mais humano do que poderia imaginar – a começar por não saber o porquê de querer tratar-se exatamente com Ana, que ao longo da sessão o leva a perceber a própria vaidade e onipotência no modo de se expressar. O encontro trará também mudanças para a terapeuta, mãe de um rapaz com autismo e com uma relação conflituosa com a ideia de Deus e as religiões.

Meu Deus! Teatro dos Quatro. Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea, Rio de Janeiro. Quinta e sexta, às 21h30. Sábado, às 19h e 21h30. Domingo, às 18h30. Informações: (11) 3662-7000. R$ 60 (quinta e sexta), R$ 80 (sábado e domingo). Até 28 de setembro.