Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Paixão por açúcar está nos genes

julho de 2008
©SHUTTERSTOCK
TENTAÇÃO: variação no GLUT2 pode explicar necessidade de doces
Uma alteração genética pode explicar por que tantas pessoas não resistem aos encantos dos sabores doces. Pesquisadores canadenses identificaram uma variação do gene GLUT2, que controla a entrada de glicose nas células. Sua presença é muito mais freqüente em indivíduos para quem um suco sem umas boas colheradas de açúcar, por exemplo, é inconcebível. Publicado na revista Physiological Genomics, o estudo avaliou o padrão de alimentação e a presença da variante do GLUT2 em duas populações: uma formada por pessoas obesas e outra só com indivíduos com peso saudável segundo o índice de massa corpórea. O gene alterado apareceu com muito mais freqüência no primeiro grupo, sobretudo naqueles voluntários que consumiam mais sacarose (açúcar de mesa) e carboidratos (fonte de glicose). Não houve diferenças entre os sexos.

Os autores explicam que essa variação do gene faz com que o açúcar seja transportado mais rapidamente para a célula, o que significa um período menor de saciedade e maior necessidade de nova ingestão do nutriente.