Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Palhaço com esclerose múltipla conta sua história

Em espetáculo, ator fala com humor sobre sua doença e trajetória de vida

março de 2015
DIVULGAÇÃO

Durante uma viagem à Europa, o estudante de economia Nando Bolognesi desequilibrou-se nas escadas do metrô. Tinha apenas 21 anos, mas começou a ter dificuldades em situações corriqueiras, como apertar o tubo de desodorante. De volta ao Brasil, o diagnóstico: tinha esclerose múltipla, doença inflamatória crônica que afeta a manutenção da camada de mielina dos neurônios, o que prejudica a comunicação dessas células, causando sintomas como tremores e descontrole dos músculos. Nessa mesma viagem, ele havia decidido tornar-se ator. Como a doença afetaria seu corpo e sua expressividade na profissão?

Apesar dos receios, seguiu em frente: atuou em filmes como Bicho de sete cabeças (2000) e, depois de um curso de palhaço, participou do grupo Doutores da Alegria. E nunca perdeu o bom humor, principalmente ao contar sua trajetória. É o que o espectador percebe de imediato em Se fosse fácil, não teria graça, espetáculo solo em que Nando, hoje com 45 anos, relata sua história de vida: a descoberta da doença, suas dificuldades, o amor pela profissão de palhaço e o romance com a companheira de anos, Élida, sua ex-colega no teatro. A ideia do texto surgiu depois que, com a intenção de buscar estabilidade financeira, prestou um concurso público, passou, mas foi reprovado na perícia médica. De muletas e caracterizado como palhaço, Nando faz piadas com situações que vem passando há mais de duas décadas e também interpreta seu personagem, o palhaço Comendador. “Falo das limitações, mas a história é pontuada pelos momentos em que eu achei que tudo tinha chegado a um fim, quando, então, eu percebia que a solução era simples e eu podia seguir adiante”, diz.

Se fosse fácil, não teria graça. Teatro Eva Herz (Livraria Cultura – Conjunto Nacional). Avenida Paulista, 2.073, Bela Vista, São Paulo. Terça, 21h. Informações: (11) 3170-4059. R$ 40. Até 31 de março.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição de março da Mente e Cérebro, que pode ser adquirida na Loja Segmento: http://bit.ly/184InXR

Leia mais:
Esclerose múltipla: conheça melhor o transtorno
De causas desconhecidas, a doença afeta mais de dois milhões de pessoas ao redor do mundo

Choque na língua
Estimulação elétrica pode ajudar a reparar danos neurais e melhorar sintomas de esclerose múltipla

Um palco para cada loucura
Teatro do Oprimido reúne pacientes, atores e profissionais da área psiquiátrica