Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Para falar de homossexualidade com crianças

Com ilustrações delicadas, autora conta história de amizade, preconceito e superação

janeiro de 2008
Gláucia Leal
DIVULGAÇÃO
Mesmo em um mundo onde cada vez mais pessoas lutam pelo direito de viver relacionamentos afetivos com pessoas do mesmo sexo e constituir família, o tema da homossexualidade ainda deixa muitos pais e professores sem jeito quando são questionados pelas crianças.

O livro Meu amigo Jim, recém-lançado pela CosacNaify, pode ser um bom pretexto para abordar ou familiarizar as crianças com o assunto. Escrito e ilustrado de forma delicada pela artista plástica belga Kitty Crowteher, já indicada duas vezes para o prêmio Hans Christian Andersen, o livro trata do relacionamento entre dois pássaros.

Na história, Jim é uma gaivota e vive à beira-mar. Jack é um melro que mora na floresta. A primeira ave é branca, a segunda é negra. E surge aí mais um mote para discutir as diferenças e os preconceitos em relação à procedência, aos sotaques e à cor da pele – ou melhor, das penas. A amizade entre os dois pássaros incomoda outros animais, principalmente quando eles decidem viver juntos.

Conquistar o próprio espaço e o respeito das outras aves requer, no caso de Jim e Jack, sensibilidade, paciência e uma boa dose de generosidade. Na contracapa do livro, o psiquiatra Jairo Bauer escreve: “Quem sabe uma geração de crianças que aprenda a lidar com o outro, com o diferente, de uma forma respeitosa não possa ajudar na construção de um mundo mais feliz?”. Talvez. Mas o fato é que, em tempos de tanta diversidade, quanto mais for possível considerar a possibilidade de escolhas que fujam ao que parece convencional, melhor. Tanto para crianças quanto para adultos.