Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Peça apresenta releitura do mito de Medeia e feminismo

Em Mata teu pai, a atriz Debora Lamm interpreta versão moderna da personagem mitológica que tem complexa relação com o sexo oposto

janeiro de 2017
ELISA MENDES

Medeia é uma personagem mitológica que matou o irmão para distrair o pai e poder fugir com o amante e também assassinou os próprios filhos para punir o marido infiel. É descrita como poderosa feiticeira, que apoia os homens que ama, mas que tem um lado calculista e vingativo. Seu mito, permeado pela complexa relação com o sexo oposto, foi a inspiração de Mata teu pai, em cartaz no Rio de Janeiro.

Na adaptação, a atriz Debora Lamm interpreta uma Medeia dos tempos atuais, uma imigrante em uma cidade com mulheres de várias origens. Ela tenta conscientizá-las do domínio masculino e depara com várias reações, desde cumplicidade até rejeição. Um coro, formado por 13 moradoras idosas da região da Gamboa, representa o inconsciente da protagonista.  

Mata teu pai.
Espaço Cultural Sergio Porto. Rua Humaitá, 163, Humaitá, Rio de Janeiro.
Sábado e segunda, às 21h. Domingo, às 20h.
Informações: (21) 2535-3846. R$ 40. Até 30 de janeiro. 

Para mais sugestões como esta adquira a edição de janeiro de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/2ifJfyD 

Leia mais:

Site aposta em fantasias e “pornografia feminista”
Cineasta sueca Erika Lust transforma relatos anônimos em curtas-metragens eróticos, que valorizam as personagens femininas

Nem tão boas, nem tão más
Versão de Cinderela é convite à reflexão sobre arquétipos femininos e aspectos sombrios da figura materna