Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Peça fala sobre envelhecimento e decisões familiares

Aos 60 anos de carreira, ator Fúlvio Stefanini vive idoso com problemas de memória em O pai

outubro de 2016
JOÃO CALDAS

Um idoso saudável começa a ter lapsos de memória e a necessitar de ajuda nos afazeres cotidianos. Sua filha tem então de fazer mudanças na rotina e conviver com a dependência do pai, que tende a aumentar cada vez mais. Assim se desenrola O pai, texto premiado do francês Florian Zeller. 

Com Fúlvio Stefanini no papel principal, o espectador tem a chance de acompanhar várias fases do relacionamento entre pai e filha, as aproximações e afastamentos causados pelo envelhecimento. Algumas cenas lançam a dúvida se são realidade ou mera ficção das memórias confusas do pai ou dos medos da filha. Apesar do enredo dramático, O pai consegue tratar com leveza e humor temas delicados como idade avançada, doenças e decisões familiares.

O pai.
Auditório Masp Unilever. Avenida Paulista, 1578, São Paulo.
Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 19h30.
Informações: (11) 3149-5959. R$ 60 (sexta) e R$ 80 (sábado e domingo). Até 30 de outubro. 

Para mais sugestões como esta, adquira a edição de outubro de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/2ekCMnU 

Leia mais:

Exercícios podem ajudar idosos a manter o foco
O cérebro maduro não tem dificuldade em sustentar a concentração, mas em ignorar estímulos irrelevantes

Quando vovó começou a esquecer do mundo
Livro mostra como Sofia aprendeu a conviver com a doença de Alzheimer na família