Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Peça mostra realidade de jovem com autismo

Em cartaz em São Paulo, Desordem que não anda só conta a história de Stevie, um adolescente que, devido à síndrome de Asperger, tem dificuldades em interagir socialmente

março de 2016
RENATO PEIXOTO

Desordem que não anda só, em cartaz em São Paulo, mergulha no universo de adolescente com transtorno

Considerada um distúrbio distinto do autismo até o DSM-4, a síndrome de Asperger atualmente é definida como transtorno do espectro autista (TEA) na quinta e atual versão do manual. Caracteriza-se, entre outros aspectos, por dificuldades em interagir socialmente e o interesse por áreas específicas de conhecimento. Não raro, pessoas com os sintomas chegam à vida adulta sem diagnóstico e enfrentam muitos problemas em relacionamentos e na vida profissional. Desordem que não anda só, em cartaz em São Paulo, retrata um pouco dessa realidade ao mergulhar no universo do adolescente aspie Stevie.

Filho de um pai ausente, Stevie tem problemas para expressar o que sente e entender linguagem não literal. Ao sair à rua para procurar a irmã que saiu às escondidas para namorar, Stevie torna-se obcecado pela ideia de que provocou um grave acidente. De acordo com o diretor da peça, Carlos Baldim, o protagonista representa de maneira exacerbada o que de certa forma todos nós sentimos em algum momento – deslocamento, incompreensão dos próprios sentimentos e dificuldade de comunicação.

 

Desordem que não anda só

Viga Espaço Cênico - Rua Capote Valente, 1323, Pinheiros, São Paulo.

Sábados, às 21h; domingos, às 19h, e segundas, às 21h. R$20.

Até 28 de março.

 

Para mais sugestões como esta, confira a edição de março de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/1RA98mI

 

Leia mais:

Menina de 4 anos com autismo pinta quadros para estimular habilidades sociais

O trabalho com as tintas e a companhia da gatinha Thula começaram como terapia; hoje réplicas das obras são vendidas online

 

Mãe documenta rotina de filho de 21 anos com autismo em canal no YouTube

Enquanto inúmeros sites sobre autismo tratam da infância, o canal Robbie and me registra o cotidiano de um jovem adulto