Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Pesquisa brasileira sobre o efeito do chumbo em adolescentes recebe prêmio internacional

março de 2009
Divulgação
Kelly P. Kaneshiro Olympio
A exposição a altos níveis de chumbo está associada a um risco maior de comportamentos anti-sociais em adolescentes, segundo tese de doutorado defendida pela dentista Kelly P. Kaneshiro Olympio, na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). O trabalho foi premiado pela União Internacional de Toxicologia (IUTOX) que oferece prêmios a pesquisadores da área que apresentem um programa de pesquisa ativo, oriundos de países em desenvolvimento.

A pesquisa analisou 173 jovens da cidade de Bauru, no interior paulista, cujo comportamento foi avaliado por questionários. Para medir a contaminação por chumbo, foram coletadas amostras do esmalte dentário. Os resultados uma associação entre exposição a chumbo e estabelecimento de comportamento anti-social, incluindo queixas somáticas, problemas sociais, comportamento de quebrar regra. Também foram observadas maiores concentrações de chumbo no esmalte dentário de adolescentes que vivem em áreas contaminadas pelo metal pesado ou até a 2 km delas, e também nos que conviveram com pessoas que trabalhavam/trabalham na fabricação de tintas, pigmentos, cerâmicas ou baterias, indicando que estes são fatores de risco para contaminação pelo chumbo.

A autora do estudo receberá o prêmio em uma cerimônia que acontece em 15 de março em Baltimore, nos Estados Unidos.