Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Pesticidas aumentam risco de Parkinson

agosto de 2009
© ALISTAIR SCOTT/SHUTTERSTOCK
Um estudo epidemiológico realizado na França constatou que a exposição de longo prazo a pesticidas organoclorados está associada a maior incidência de doença de Parkinson em trabalhadores rurais. É a primeira vez que se identifica um fator ambiental ligado ao distúrbio, cujo desenvolvimento depende também de fatores genéticos. Vários pesticidas organoclorados, como o DDT, já foram banidos da agricultura por causa de seus efeitos cancerígenos. No estudo, publicado na revista Annals of Neurology, os cientistas discutem, também pela primeira vez, o potencial neurodegenerativo dessas substâncias. O próximo passo, segundo eles, é investigar os efeitos da exposição da população geral a baixos níveis de organoclorados encontrados principalmente na água e no solo, já que seus resíduos persistem no ambiente por várias décadas.