Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Por que pedir desculpas é tão difícil

Quando não há arrependimento, deixar de se desculpar pode fortalecer a autoestima

junho de 2013
Lisa Images/Shutterstock
Pedir perdão é um desafio – principalmente se, no fundo, você não está arrependido e está fazendo isso apenas para amenizar uma situação. Em um estudo publicado no European Journal of Social Psychology, o psicólogo Tyler Okimoto, da Universidade de Queensland, na Austrália, pediu que 228 voluntários escrevessem sobre um episódio em que acreditavam ter prejudicado alguém. Eles deviam contar se haviam pedido perdão à pessoa e como se sentiram sobre isso depois. Segundo Okimoto, aqueles que se recusaram a pedir desculpas se sentiram, ao falar sobre isso, com a autoestima fortalecida.

Em um segundo experimento, com 219 pessoas, também solicitadas a pensar em uma ocasião em que agiram mal com alguém, os pesquisadores orientaram um terço delas a escrever um e--mail pedindo desculpas e outro terço a argumentar por que não iria fazê-lo. As demais formaram o grupo de controle, que somente imaginaria o episódio. Mais uma vez, o segundo grupo se revelou psicologicamente fortalecido. Conclusão dos autores: desculpar-se sem achar realmente justo pode até melhorar o convívio social, mas pode ser um verdadeiro golpe na autoestima. 

Leia mais:

Menor autoestima, maior dificuldade para se desculpar

Ninguém vive sem mentir