Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Profissionais de grupo internacional pedem proibição formal de modelos com baixo peso

dezembro de 2006
A Academia para Transtornos Alimentares (Academy for Eating Disorders, AED), uma organização internacional para o tratamento, pesquisa e educação de profissionais em transtornos alimentares, faz um apelo para que se proíba, em todo o mundo, a utilização de modelos com peso excessivamente baixo em desfiles e revista de moda e para que se estimule a indústria a adotar um valor mínimo aceitável da relação peso-para-altura de acordo com o estabelecido pela Organização Mundial de Saúde.

"A ação, sem precedentes, do maior desfile de moda na Espanha para impor limites de peso às modelos de suas passarelas, de acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde, é um sinal de que a indústria da moda está começando a assumir responsabilidade", diz Eric van Furth, Presidente da AED, "mas é necessário darmos um passo além para incluir uma ação global".
Transtornos alimentares, como a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, são transtornos mentais que potencialmente ameaçam a vida e afetam principalmente mulheres jovens. Pesquisas mostram que a combinação de fatores genéticos e ambientais desencadeia estes quadros devastadores.

Um dos fatores ambientais é a ênfase na forma e no peso corporais. Pesquisas indicam que a distância entre o ideal de beleza apresentado pela indústria da moda e a realidade pode exercer um efeito negativo na auto-estima. Muitas mulheres e homens jovens recorrem a dietas num esforço para atingir esse ideal de beleza. Para aqueles que são vulneráveis, a combinação de dieta com baixa auto-estima pode levar ao desenvolvimento de um transtorno alimentar.

Apesar da indústria da moda não causar diretamente os transtornos alimentares, ela contribui muito para a percepção da beleza em nossas culturas. A AED tem colaborado com organizações profissionais e de pacientes/cuidadores de todo o mundo para elaborar uma carta de direitos internacional, a Declaração Mundial para Ação em Transtornos Alimentares, para pessoas com transtornos alimentares e seus familiares. A indústria da moda, as agências de modelos e as revistas de moda deveriam adotar, coletivamente, a Declaração Mundial para Ação em Transtornos Alimentares e definir os requisitos para o estabelecimento de uma indústria da moda saudável.
Esta nota à imprensa foi distribuída pela Academia para Transtornos Alimentares (AED), uma organização profissional transdisciplinar internacional com mais de 1.400 membros em todo o mundo. A AED promove a excelência em pesquisa, tratamento e prevenção de transtornos alimentares e promove a educação, o treinamento e fóruns para a colaboração e o diálogo profissional.

Visite o site www.aedweb.org para mais informações a respeito da AED, dos transtornos alimentares e da Declaração Mundial para Ação em Transtornos Alimentares.

Contato para informação: Ms. Sally Finney, AED executive director. Phone: +1 (847) 498-4274 x 222 (Hora Central, EUA), e-mail: sfinney@sherwood-group.com .