Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Público participa de espetáculo pelas redes sociais

Os conflitos são expostos pelos personagens por bate-papo, troca de e-mails e celular

novembro de 2012
Divulgação
Primeira montagem da Excompanhia de Teatro, Eu – negociando sentidos tem formato inovador. O espectador adquire um ingresso único de R$ 90 que dá direito a assistir às três sessões que compõem o espetáculo e serão apresentadas às quintas-feiras de novembro em uma casa no bairro Pompeia, em São Paulo. Na semana entre cada uma delas, ele pode interagir por meio do Facebook e do Twitter com os protagonistas, o casal Leonardo Gritzbur e Sofia Montillo, que está de mudança de Campinas para a capital paulista para fazer amizades e ter novas experiências.  

Segundo um dos autores e diretores, Bernardo Galegale, a trama e os conflitos são expostos pelos personagens em primeira pessoa, nas conversas com o público, no bate-papo nas redes sociais, troca de e-mails e até mesmo por ligações de celular. Sofia tenta envolver o público em suas mentiras, procurando partidários nas discussões que tem com o marido. Já ele enxerga o espectador como um importante elemento de pesquisa para a obra de arte que pretende criar. Além disso, apenas quem adquire o ingresso sabe onde serão as sessões – e um dos requisitos é, claro, ter um perfil em alguma rede social. “Durante as três semanas em que a trama se desenvolve a plateia vive uma espécie de realidade paralela, misturando a todo momento o real e o fictício. As pessoas participam, interferem e vivenciam a história; tornam-se personagens dela”, diz. Os encontros entre os atores e o público serão filmados e transformados em documentário.