Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Quando vovó começou a esquecer do mundo

Livro mostra como Sofia aprendeu a conviver com a doença de Alzheimer na família

março de 2009
Divulgação
Perdas e sofrimento de toda ordem costumam nos confundir e atropelar nossas emoções. Quando uma pessoa que amamos adoece gravemente é como se parte do mundo ao redor desmoronasse. Uma mescla de sentimentos – dor, revolta, tristeza, raiva, culpa e medo – nos invade. E se para os adultos enfrentar situações assim costuma ser muito difícil, para as crianças a experiência não é menos dolorosa. É desse tema que trata A vovó virou bebê, da jornalista Renata Paiva, lançado pela Panda Books. Ilustrado pela artista plástica Ionit Ziberman, o livro conta a história de Sofia, uma menina de 7 anos, que se vê obrigada a conviver com uma dura realidade: a doença de Alzheimer de sua querida avó. “A cabeça da pessoa fica uma bagunça... Primeiro ela não consegue saber onde guardou as lembranças. Depois, as memóriasvão fugindo das gavetas e fica complicado recuperar o que se perdeu”, observa a personagem. Ao fim da história, contada com delicadeza, são respondidas perguntas sobre a patologia e sugeridas aos pequenos leitores formas cuidadosas de lidar com a pessoa afetada pelo distúrbio. A obra pode ser extremamente útil, principalmente se considerarmos que cerca de 10% das pessoas com 65 anos ou mais é acometida pela doença, e 47% dos idosos acima de 85 anos sofrem do problema em algum grau. Quanto mais avançada a idade, maiores as probabilidades de a doença se manifestar. E, com o aumento da expectativa de vida, em breve mais famílias terão de lidar com o problema. (Gláucia Leal)