Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Saúde mental de crianças e adolescentes

Lançamento de Psiquiatria da infância e da adolescência acontece amanhã em São Paulo; confira a resenha da Mente e Cérebro

dezembro de 2014
Divulgação

Entre 10% e 20% dos jovens brasileiros apresentam algum tipo de transtorno mental. Ainda assim, pouco tempo da formação em medicina é dedicado à psiquiatria da infância e não há muitos especialistas atuantes no país. O livro Psiquiatria da infância e da adolescência identifica a demanda por mais informações nessa área.

O início da obra, que será lançada no dia 03 de dezembro no Espaço de Arte da Livraria Martins Fontes, estabelece as características e peculiaridades do desenvolvimento normal, em seguida introduzindo os principais distúrbios que atingem os pacientes nesse estágio da vida, como os transtornos do espectro autista, os específicos da aprendizagem (como dislexia e discalculia) e do comportamento, como TDAH.

Os autores pertencem a diferentes campos da saúde mental: psiquiatria, psicologia e terapia ocupacional, entre outros. Essa diversidade resulta na vasta apresentação de tratamentos, que não se limitam a indicações farmacológicas, mas criam uma interface interdisciplinar que une especialidades médicas e não médicas.

Psiquiatria da infância e da adolescência: guia para iniciantes. Bruno Mendonça Coêlho, Juliana Gomes Pereira e outros. (orgs.). Sinopsys, 2014. 800 págs. R$ 165,00.
Lançamento: Livraria Martins Fontes (espaço de artes). Av. Paulista, 509, Cerqueira Cesar. São Paulo. Dia 03 de dezembro, das 18h30 às 21h30.

 

Leia mais

Para educadores: transtornos mentais em crianças e adolescentes
Livro Saúde mental na escola busca fazer uma ponte entre os profissionais de saúde mental e professores

Adolescentes problemáticos? Nem sempre...
Costuma-se pensar que o comportamento rebelde é inerente à idade, mas estudos com sociedades pré-industriais indicam que as raízes dessa atitude podem ser culturais

Risco alto de autismo pode ser detectado aos 18 meses de idade
Estudo em larga escala com bebês consegue identificar sintomas do transtorno no primeiro ano de vida