Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Série mostra as loucuras de uma “psicótica”

Enredo mostra, com humor, as angústias, dúvidas e equívocos da personagem

dezembro de 2010
kiko cabral
Natália descobriu que é psicótica. “Como?”, pergunta a psicóloga a que a jovem recorre.
“Pelo Google”, responde a moça. A situação vivida num cenário que representa um consultório trata, com humor, das angústias, dúvidas e equívocos (como o que envolve o seu próprio diagnóstico) da personagem. Esse é o enredo de Adorável psicose, série criada e estrelada por Natália Klein com base em experiências relatadas pela atriz em
seu blog (http://adoravelpsicose.blogspot.com/).A proposta da série é parecida com a de As confissões de Penélope, vivida por Eva Wilma, em 1969, transmitida pela extinta TV Tupi, em que a protagonista contava suas aventuras ao seu psicanalista. Na nova versão, Natália é solteira e tem ao seu lado dois amigos. A primeira temporada tem cinco episódios com 15 minutos que serão reprisados nos dias 6, 13 e 20 de dezembro às 8h no canal Multishow.