Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Tai chi chuan contra a diabete

maio de 2008
©MICHAEL SVOBODA/SHUTTERSTOCK
A prática oriental milenar que combina relaxamento, respiração e movimentos suaves ajudou a controlar a taxa de glicose de 30 pacientes com diabete tipo 2, segundo estudo publicado pelo British Journal of Sports Medicine.

Os resultados mostraram redução significativa da glicose ligada à hemoglobina (principal parâmetro bioquímico usado no acompanhamento da doença) depois de 12 sessões semanais de tai chi chuan. Os pesquisadores observaram também aumento de interleucina-12, que fortalece o sistema imunológico, e diminuição de interleucina-4, que faz o contrário. Essas duas citocinas são peças-chave da resposta inflamatória exacerbada comumente associada à diabete tipo 2.

Os mecanismos pelos quais o tai chi promove esses efeitos benéficos são desconhecidos, mas, segundo os autores, ele deve interferir no complexo processo de auto-regulação entre os sistemas nervoso, endócrino e imunológico.