Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Transtornos alimentares são mais comuns entre homens homossexuais

Estudo realizado com 516 moradores de NY - entre homos e heteros de ambos os sexos - revela que mais de 15% dos gays envolvidos na pesquisa já sofreram de anorexia e bulimia ou apresentam sintomas dos distúrbios

abril de 2007
Yuetao Hua/123RF
Homens homossexuais e bissexuais parecem ter maior risco de desenvolver transtornos alimentares quando comparados aos heterossexuais, aponta estudo realizado na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Colúmbia.

O levantamento incluiu 516 moradores (entre homens e mulheres) de Nova York, dos quais 126 eram homens heterossexuais e o restante, mulheres e homens homo e bissexuais. Os resultados mostraram que mais de 15% dos homens homo ou bissexuais já tinham sofrido de anorexia e bulimia em algum momento da vida ou apresentavam sintomas desses distúrbios.

Nos homens heterossexuais esse índice não chegou a 5%. Além disso, a orientação sexual não foi associada ao risco de distúrbios alimentares entre mulheres. Menos de 10% das mulheres homo e bissexuais e 8% das heterossexuais apresentaram sintomas.

“Não está claro por que os homens gays sofrem mais desses problemas”, diz Ilan H. Meyer, coordenador do estudo. “Uma hipótese é a que os valores e normas da comunidade gay enfatizam a importância da aparência física e do corpo perfeito, de modo parecido ao que acontece no mundo feminino.”

Os resultados do estudo foram publicados na edição de abril do International Journal of Eating Disorders. (Fonte: Universidade de Colúmbia/ScienceDaily)