Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Tributo a Tomie Ohtake

Morta em fevereiro, artista recebe homenagem em exposição em São Paulo

 

abril de 2015
PINTURA DE TOMIE OHTAKE, 2014/DIVULGAÇÃO

Em fevereiro, morreu a artista plástica Tomie Ohtake, aos 101 anos. Em sua homenagem, o instituto que leva seu nome, em São Paulo, exibe uma exposição com 30 telas produzidas durante seu último ano de vida. Nascida no Japão, Tomie veio ao Brasil com pouco mais de 20 anos para visitar um irmão e não pôde mais retornar por causa da Segunda Guerra. Dedicou-se à pintura e, com mais de 50 anos de idade, começou a ser reconhecida como artista abstrata. Na sua trajetória, destacam-se as Pinturas cegas, que fez com os olhos vendados na intenção de evocar suas memórias ópticas. “Gostaria de viver enquanto puder trabalhar”, disse a artista, que passou os últimos meses de vida criando obras monocromáticas.

Tomie Ohtake 100-101. Instituto Tomie Ohtake.
Rua dos Coropés, 88, Pinheiros, São Paulo.
De terça a domingo, das 11h às 20h.
Informações: (11) 2245-1900. Grátis.
Serão distribuídas senhas para a entrada no local.
Até 7 de junho.

Esta nota foi originalmente divulgada na edição de abril de Mente e Cérebro 2015, que pode ser adquirida na Loja Segmento: http://bit.ly/1FHaxa8

 

Leia mais:

Um estranho no ninho ganha versão brasileira para os palcos
Na peça, presidiário finge loucura para escapar do trabalho compulsório e é internado em uma clínica psiquiátrica

Marina Abramovic explora limites do corpo e da mente
Visitantes podem participar de sessões de exercícios de foco e introspecção criados pela artista