Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Uma família de surdos

Peça conta a história de uma família que, ao superproteger o filho surdo, desenvolve outro tipo de surdez, na qual o interesse pelo que o outro tem a dizer se perde completamente

junho de 2014
João Caldas/Divulgação
Em cartaz até final de julho, Tribos fala sobre dois tipos de surdez: a física e a caracterizada pelo completo desinteresse em relação ao que o outro tem a dizer – sendo os efeitos colaterais desta mais dolorosos e difíceis de contornar.

Pai e filho, Antônio e Bruno Fagundes dão vida a personagens com o mesmo parentesco no texto de Nina Reine: um patriarca excessivamente protetor e o rapaz surdo Billy, que cresceu sem aprender a linguagem de sinais porque os pais decidiram que, se fizesse ele somente leitura labial, pareceria mais “normal”. A educação começa a ser questionada, porém, quando Billy se apaixona por uma moça que está ficando surda aos poucos e ela o apresenta à Libras. Nas sessões do último sábado de cada mês, o espetáculo é apresentado com tradução simultânea para língua de sinais.

Tribos. TUCA – Teatro da PUC-SP. Rua Monte Alegre, 1024, Perdizes, São Paulo. Sexta e sábado, 21h30. Domingo, 18h. Informações: (11) 3124-9600. R$ 70 (sexta e domingo); R$ 80 (sábado). Até 27 de julho.

Leia mais

Canal de TV para surdos

Primeiro do ramo no Brasil, meio conta com noticiários, aulas de Libras e até esquetes de humor

O Todo-Poderoso no divã

Peça suscita discussões existenciais, tendo Deus como protagonista que, deprimido e pensando em suicídio, busca auxílio de uma terapeuta