Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Uma soneca para ficar mais inteligente

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração

abril de 2017
Da redação
SHUTTERSTOCK

Passar noites em claro tem vários efeitos, inclusive sobre nossa capacidade de concentração, resolução de problemas e aprendizagem. “Um adulto em estado de vigília contínua por 21 horas tem aptidões equivalentes às de alguém alcoolizado a ponto de ser legalmente impedido de dirigir”, afirma o professor Sean Drummond, da Universidade da Califórnia em San Diego. Segundo ele, passar duas ou três noites seguidas dormindo tarde e acordando cedo pode provocar o mesmo efeito. Ou seja, do ponto de vista da cognição, é como se dormir bem (obviamente sem excessos) nos tornasse mais inteligentes – pelo menos mais do que podemos ser quando passamos tempo demais acordados. Uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Lübeck, na Alemanha, com 191 adultos mostrou que dormir bem durante a noite é fundamental para nos lembrarmos melhor do que aprendemos. Isso ocorre porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelo desenvolvimento de conexões neurais, o que aprimora habilidades como a memória. Quando dormimos, nosso cérebro seleciona as informações acumuladas, guardando aquilo que considera importante, descartando o supérfluo e fixando, assim, lições que aprendemos ao longo do dia. Por esse motivo, quem dorme mal, geralmente, tem dificuldade em lembrar-se de situações simples, como episódios ocorridos no dia anterior ou nomes de pessoas próximas. 

Esta matéria foi publicada originalmente na edição de abril da Mente e Cérebro,

Impressa: http://bit.ly/2q3yTJH

Digital:

http://bit.ly/mcappandroid - Android

http://bit.ly/mecapple- IOS


http://bit.ly/mcappweb - versão web 

 

Leia Mais: 

 

Quer dormir? Desligue a TV e o celular! - Estudos mais recentes provaram que alguns tons específicos emanados pela tela de aparelhos eletrônicos deixam as pessoas mais alertas quando deveriam começar a se sentir sonolentas