Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

UTI é causa de estresse pós-traumático

Estudo americano revela importância de acompanhamento psiquiatrático e psicoterapêutico após alta do hospital

agosto de 2013
Sfam_Photo/Shutterstock
Memórias ruins que insistem em vir à tona, pesadelos e insônia são sinais comuns de estresse pós-traumático (TEPT) – transtorno de ansiedade geralmente associado a experiências que deixam marcas psíquicas profundas, como guerras e catástrofes. Agora, um estudo publicado no Psychological Medicine mostra que pessoas que passam muito tempo em uma unidade de terapia intensiva (UTI) de um hospital tendem a apresentar sintomas do distúrbio. Pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, em Maryland, acompanharam durante dois anos pessoas que tiveram alta da UTI depois de ficarem internadas por causa de lesão pulmonar grave e observaram que, em média, uma em cada três desenvolveu o transtorno. Pacientes com histórico de depressão se mostraram mais propensos.

Como é característico do TEPT, tiveram flashbacks da sensação de morte iminente – memórias não raro permeadas pela confusão mental causada pela sedação. Um dos pacientes, por exemplo, confundiu um cateter na bexiga com uma agressão sexual e relatou “lembranças” de eventos que nunca ocorreram, como conspirações para assassiná-lo. Segundo os autores, a alta prevalência do transtorno relacionada à estadia na UTI ressalta que é importante haver acompanhamento psiquiátrico e psicoterapêutico dos pacientes depois da alta, principalmente daqueles que já tiveram depressão.

Leia mais:

Traumas deletados

Pílula para aliviar memórias negativas