Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Você é aquilo que escreve?

Na Alemanha, um programa de computador é usado para revelar a personalidade dos autores de textos

novembro de 2009
© Tan Kian Khoon/Shutterstock
Há duas décadas ele procura em textos informações sobre a personalidade de seus autores sem nem mesmo analisar a sintaxe ou compreender nuances de significado. Detalhe: ele sequer chega a ler o que foi escrito. Em vez disso, baseia-se na contagem de palavras. Não se discute que a personalidade de uma pessoa também se manifesta em sua linguagem. Escritores buscam há tempos a forma de expressão mais adequada para seus personagens. Há cerca de um século o criador da psicanálise, Sigmund Freud, mostrou que o inconsciente se revelava no lapso de fala. Pessoas com uma boa percepção linguística que conhecem variados estilos muitas vezes conseguem identificar
a autoria de uma obra, lendo apenas poucas linhas. Mas será possível mensurar palavras de um texto por meio de estatística e, com isso, obter um perfil do autor?
Pennebaker, que realiza pesquisas desde 1997 na Universidade do Texas, em Austin, Estados Unidos, desenvolveu seu mais importante instrumento em meados dos anos 90: o Linguistic Inquiry and Word Count, (LIWC, na sigla em inglês, que se pronuncia “Luke”). O procedimento de enumeração de palavras já filtrou desde então uma massa gigantesca de textos. O pesquisador, de 58 anos, apresentou sua análise mais recente durante as eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2008: no website www.wordwatchers.wordpress.com, ele publicou um “psicograma linguístico” dos candidatos ao governo americano. Tanto nos debates quanto nas entrevistas, revelaram-se tendências claras: John McCain dirigia-se a seus eleitores de forma muito direta e pessoal, e sua escolha vocabular mostrou-se carregada de emoção e impulsiva. Já Barack Obama utilizava frequentemente relações causais, o que indicava linhas de pensamento complexas. Além disso, ele tendia a se pronunciar de forma mais vaga que seu concorrente republicano.