Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Você é uma pessoa boa?

Quem se considera bondoso tende a ser mais corrupto, diz estudo

janeiro de 2014
Shutterstock
Antes de recapitular suas ações e esboçar uma resposta para nossa pergunta, saiba que uma série de estudos publicados nos últimos anos sugere que o cérebro faz, de maneira não consciente, uma espécie de balanço mental de nossas atitudes morais que busca compensar atitudes egoístas com outras mais generosas – ou o contrário. Ou seja, uma pessoa“de bem” pode se permitir, às vezes, cometer ou aceitar atitudes eticamente questionáveis. Esse fenômeno é chamado de “licença moral” pelos pesquisadores do assunto. 

Em um estudo da Universidade da Califórnia, voluntários adultos participaram de um jogo de palavras que premiava os vencedores com pequenas quantias de dinheiro. Antes do jogo, os pesquisadores enfatizaram que as recompensas eram doadas por uma organização comercial que mantinha práticas de trabalho antiéticas – e os prêmios só tinham validade se fossem gastos nessa mesma empresa. De acordo com os pesquisadores, que publicaram seus resultados na Social Psychological and Personality Science, os voluntários em geral pareceram não se esforçar para ganhar “dinheiro sujo” e tenderam a subestimar as recompensas. Curiosamente, porém, metade dos participantes foi solicitada a escrever sobre suas mais recentes boas ações antes do jogo: esse grupo lucrou, em média, 40% a mais que os jogadores que não tiveram oportunidade de afirmar suas virtudes.