Vida Saudável
Dicas relacionadas à nutrição para a sua saúde

Saiba para que servem os principais tipos de chá e como consumi-los
por Jocelem Salgado


Tipos de chá

Como vimos (clique aqui e leia) o verdadeiro chá é aquele proveniente das folhas da camellia sinensis, e dependendo das condições de cultivo, coleta, preparo e acondicionamento dessas folhas é possível obter mais de 3000 diferentes tipos de chás. De qualquer forma, todos esses tipos são derivados de cinco categorias principais que se distinguem principalmente em relação ao grau de fermentação:

Chá branco - não fermentado, produzido a partir de brotos e folhas mais novas, tenras; é considerado o tipo que concentra a maior quantidade de compostos benéficos para a saúde;

Chá verde – não fermentado, é o mais consumido e o que reúne a maior quantidade de estudos científicos;

Chá vermelho (pu-erh) – Esse chá tem propriedades intensificadas pelo envelhecimento, que pode levar anos; é neste momento que sofre uma pós-fermentação. As folhas são prensadas e ficam envelhecendo como um bom vinho.

Chá oolong - com fermentação mediana, fica basicamente entre o chá verde e o preto;

Chá preto – muito fermentado, por isso apresenta o sabor mais forte entre todos os tipos de chá.

Infusões de ervas

Dentre as muitas opções de chás temos as ervas, que também podem ser utilizadas através de infusões. Para as pessoas que querem evitar a ingestão de cafeína, as ervas são as melhores opções. Determinadas infusões de ervas podem proporcionar relaxamento para dormir ou até mesmo exercer função digestiva.

A escolha das ervas deve ser feita com muito cuidado, pois a FDA (Organização Norte-Americana de Controle de Alimentos e Medicamentos) aprovou várias ervas e condimentos para uso como temperos e muitas vezes essas mesmas ervas não são aconselhadas para uso como chá, podendo causar problemas, como exemplo a noz-moscada, que quando utilizada como chá forte, pode ocasionar sintomas sérios e até mesmo alucinações; em contrapartida, quando utilizada como tempero, se torna inofensiva. O orégano, muito utilizado em pizzas e demais pratos na culinária, quando utilizado na forma de chá, tem efeito estimulante e pode provocar também insônia.

Outro uso para os chás de ervas é feito pelos curandeiros, que os usam para fins medicinais, porém poucos desses chás foram cientificamente testados. Por esse e muitos outros motivos é sempre bom tomar muito cuidado e saber realmente onde essas ervas foram colhidas, pois muitos colhem as ervas no mato e elas podem ser confundidas com plantas venenosas.

Ervas mais populares:

Hortelã: É considerada refrescante e ainda pode estimular a digestão. Para as pessoas que tenham hérnia de hiato deve ser evitada, pois pode provocar refluxo do estômago para o esôfago.

Erva-doce: É usada para aliviar irritações no estômago e gases. É ainda recomendada para reduzir o apetite e auxiliar no processo de emagrecimento.

Camomila: Considerada como calmante e ainda como auxiliar na digestão e no alívio de cólicas menstruais.

Erva-cidreira: Tem um saber mentolado e tem função calmante.

Alecrim: Esta erva popular, quando usada como chá tem função no alívio de gases e cólicas, porém seu consumo não deve ultrapassar de até duas xícaras por dia, pois pode provocar irritação no estômago.

Dente-de-leão: Com efeito, ligeiramente diurético, algumas mulheres utilizam para redução de inchaços que ocorrem no período pré-menstrual.

Flor-de-alfazema: Tem efeito calmante.

Folha de framboesa: Ajuda no alívio dos desconfortos causados pelas cólicas menstruais.

Fruto da roseira: Fruto rico em vitamina C e pode substituir o suco de laranja.

Sabugueiro: Com propriedades diversas, o seu extrato pode muitas vezes ser recomendado para sintomas de gripe e não precisam de prescrição médica. Já o seu chá também alivia sintomas de gripes e resfriados. Para consumo devem ser utilizados frutos maduros e flores, pois são mais seguros, deve-se evitar as raízes, caules e folhas. Este chá é considerado levemente estimulante.

Tomilho: É indicado para problemas gastrointestinais e ainda para o alivio de congestões pulmonares.

Urtiga: Rico em vitamina C e minerais. É indicado para os problemas de artrite e gota. E ainda para as mamães que estão amamentando, para aumentar a produção de leite.

Dentre estes citados ainda temos muitos outros chás consumidos por todos como: chá-mate, limão, casca de cebola, alho, carqueja, boldo, capim-limão, rosa branca entre outros.

Vale lembrar que todas as pesquisas têm apontado o chá verde proveniente das folhas de camelia sinensis como o único aliado para reduzir ou prevenir riscos de algumas patologias.

Quanto e como consumir

Os chás podem ser consumidos de diversas formas. A mais comum é a infusão das folhas secas em água quente. Contudo, a indústria atualmente pesquisa e desenvolve formas mais práticas e saborosas que oferecem o extrato em altas concentrações.

Eu, por exemplo, assessorei o desenvolvimento de vários chás (verde, branco, vermelho) em pó com alta concentração de polifenois, e que podem ser consumidos gelados ou quentes. Eles são enriquecidos com vitaminas e minerais com ação antioxidante e apresentam sabor suave de frutas. Basta adicionar uma colher de sopa do pó em água e mexer.

Quanto à dose diária para se obter os benefícios, o meu conselho é o seguinte: para quem escolheu as infusões de camellia sinensis (folhas secas comercializadas em saches ou granel), o consumo diário recomendado pelos estudos é de cerca de 4-6 xícaras. Para quem escolheu as versões instantâneas que levam extratos concentrados, uma ou duas porções ao dia é suficiente.

Mais informações: www.jocelemsalgado.com.br

 

Artigos relacionados - clique no título



>>> Alimentos que contêm ômega 9 e seus benefícios à saúde

>>> Consumo adequado de alimentos é mais eficaz que suplementação de vitaminas

>>> Entenda por que as dietas da moda não funcionam

>>> Na geladeira: Será que você sabe acondicionar os alimentos de forma correta?


 

Colunas relacionadas:
Nutrição Funcional Cyber Drogas Psicologia do Esporte Cérebro e Corpo
para ler artigos anteriores
 
Jocelem Salgado
Profª. Titular em Nutrição LAN/ESALQ/USP/Campus, Piracicaba
>> Mais informações >>
Clique aqui
e compre o livro
"Guia dos Funcionais" de
Jocelem Salgado
Clique aqui para falar com Jocelem Salgado
para a página principal