Cyber Vida Sexual
Seção dedicada a responder e-mails relacionados à sexualidade

Como faço para retardar minha ejaculação? Existe alguma técnica?


por Sandra Vasques

"... o que vai retardar a ejaculação é o conhecimento dos estímulos que o deixam mais ou menos excitado, controlar a velocidade dos movimentos de vai e vem, sempre com o objetivo de não disparar a sensação iminente da ejaculação" Resposta: Aprender a controlar a ejaculação é muito parecido com o treino que as crianças têm de fazer para aprender a segurar o xixi. A criança não sabe inicialmente, que precisa fazer xixi em determinado lugar e mesmo quando sabe, não conhece os meios de conseguir realizar essa tarefa.

São seus pais que a ajudarão. Como? Os pais prestam atenção na criança e quando percebem que já passou um tempo sem que urinasse e que, portanto ela já pode estar com vontade, ou mesmo percebendo sinais de inquietude que demonstre isso, começam a ajudá-la a relacionar a sensação de bexiga cheia com a necessidade de procurar um vaso sanitário, pois do contrário não conseguirá segurar e o xixi vai escapar. E a criança quer ter esse aprendizado, pois sabe que os adultos ficarão muito felizes com isso e ela quer agradá-los.

Quando o homem começa a ejacular, ele terá que percorrer um caminho bem semelhante para perceber as sensações da ejaculação e então procurar evitá-la até que deseje que a mesma aconteça. E o homem a princípio não precisaria prolongar a excitação e retardar a ejaculação, mas quer fazer isso porque sabe que numa relação a dois os tempos de orgasmo em geral são diferentes e que ter esse controle pode trazer mais diversão e realização para ambos.

Existem algumas técnicas para aprender a retardar a ejaculação, que em geral são orientadas por um terapeuta sexual, que ajudam o homem que tem ejaculação rápida a conseguir obter o controle desejado. Apresento uma breve explicação sobre uma delas que poderá ser experimentada, mas que só terá resultado se a dificuldade de controle for apenas uma questão de aprendizado.

1º) Através da masturbação, conheça as sensações que ocorrem imediatamente antes da ejaculação

Primeiro, é importante que o homem conheça bem as sensações que tem no órgão genital, no momento em que a ejaculação ocorre. Para isso, precisará se masturbar e ficar atento, percebendo o que sente imediatamente antes daquele momento que ele sabe que ela é inevitável.

2º) Interrompa a estimulação

O treino que vem a seguir é o de interromper a estimulação antes que essa sensação ocorra. Para isso, durante a masturbação, deve fazer uma leve pressão na região da divisa entre a cabeça e o corpo do pênis usando o dedão na parte superior e dois dedos na inferior por alguns segundos. Depois, deve prosseguir com poucos movimentos e nova parada, até que ejacule.

Prossiga devagar, são vários dias de treino, no início não conseguirá segurar mais que 2 ou 3 minutos, mas cada dia trará progressos. O objetivo é aumentar gradativamente a quantidade de movimentos maturbatórios. Paralelamente a este treino ele deve perceber que tipo de estímulos o deixam mais ou menos excitado, e procurar ampliar o rol de carícias que pode viver na relação sexual, não se ligando tanto na penetração.

Quando o homem já estiver conseguindo fazer pelo menos 10 movimentos seguidos, é sinal que já tem um controle bem melhor do que no início. Daí, ele já pode começar a experimentar se relacionar com seu par, com mais chances de sucesso. Nessa situação, ao invés da pressão no pênis, o que vai retardar a ejaculação é o conhecimento dos estímulos que o deixam mais ou menos excitado, controlar a velocidade dos movimentos de vai e vem, sempre com o objetivo de não disparar a sensação iminente da ejaculação.

Mas veja, não é só o aprendizado das sensações que leva um homem a conseguir controlar a ejaculação. Homens muito ansiosos, não só por questões ligadas ao sexo, mas que têm outros tipos de dificuldades para se relacionar, para administrar tensões, ou que tenham histórias que produziram marcas negativas relacionadas ao exercício da sexualidade, podem não conseguir esse controle. Daí, a ajuda de um psicoterapeuta, preferencialmente que tenha especialização em sexualidade, poderá ajudar bastante.

Artigos relacionados - clique no título

>>> Ficar longo tempo sem fazer sexo realmente causa irritação?

>>> Ser 'safada' no sexo para minha mulher é ser submissa. Como reverter isso?

>>> 'Só penso naquilo'; isto é normal?

>>> Frequência de relações sexuais serve para medir o ‘índice de amor’ na vida conjugal?



ATENÇÃO: As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psicologia e não se caracterizam como sendo um atendimento

Colunas relacionadas:
Cyber Vida a Dois SexoLuiz Alberto PyAmor
para ler as respostas
 
Sandra Vasques
é psicóloga especializada em sexualidade
>> Mais informações >>
Clique aqui para falar com Sandra Vasques
para a página principal