Vida Saudável
Dicas relacionadas à nutrição para a sua saúde

Canja de galinha ajuda na recuperação da gripe
por Jocelem Salgado

Com a chegada do inverno muitas pessoas tem um reencontro com uma velha e temida inimiga: a gripe. Nariz escorrendo, tosse, dores de cabeça e garganta, perda do paladar e olfato, fraqueza, febre....

Muitas vezes é difícil escapar desses transtornos no inverno, já que neste período as pessoas se juntam mais e fecham as janelas e portas, o que facilita a propagação do vírus suspenso no ambiente.

Para quem quer ficar bem longe de todos esses problemas, alguns conselhos básicos devem ser seguidos, já que as baixas temperaturas e a deficiência do sistema imunológico, apontados como principais causadores da gripe, podem ser driblados com alguns cuidados que incluem hábitos saudáveis de vida.

O que são as gripes?

As gripes são infecções respiratórias altamente contagiosas causadas por vírus, sendo que o mais comum é conhecido pela ciência com o nome de "influenza". Esse vírus é um especialista na arte de mudar de identidade. De três em três anos, ele modifica sua estrutura protéica e acaba deixando os nossos anticorpos totalmente confusos. Vários vírus da gripe já foram identificados mas, infelizmente, desenvolver imunidade para um determinado tipo de vírus não nos protege dos demais. Por isso, cada temporada de gripe é diferente e é por este motivo que constantemente são produzidas novas vacinas contra os tipos predominantes dos vírus existentes.

Grande parte das pessoas pega um resfriado duas ou três vezes por ano. Entre as crianças, a chance é ainda maior, de seis a oito episódios por ano. Geralmente, a doença não é complicada e entre quatro e sete dias o indivíduo recupera-se totalmente. Entretanto, em alguns casos podem existir complicações que vão desde uma infecção no ouvido (otite) ou sinusite até uma doença mais grave, a pneumonia. Anualmente, entre 10 mil e 40 mil pessoas morrem de pneumonia decorrente da gripe no Brasil.

Como o vírus invade o nosso corpo?

As gripes e resfriados se espalham quando os vírus são liberados no ar pela tosse e pelo espirro ou transferidos para superfícies através do contato. Estudos mostram que o vírus do resfriado torna-se ativo a temperaturas ligeiramente abaixo de 37ºC. Por isso, a crença popular de que ficar exposto por muito tempo a correntes de ar pode levar à gripe, parece ter sentido. Isto porque essas correntes podem fazer com que a temperatura corporal diminua ligeiramente, o suficiente para ativar o vírus do resfriado que já estava em nossas vias respiratórias aguardando o momento propício para entrar em ação.

Ao agir o vírus ataca as células que revestem o aparelho respiratório, que reage aumentando a produção de muco constituído por glóbulos brancos que vão tentar combater o avanço do mal. O muco protege e limpa as vias aéreas, mas muitas vezes o vírus pode driblá-lo e avançar livremente até os pulmões, onde causam uma inflamação, levando à pneumonia.

Quando procurar um médico?

Geralmente uma gripe ou resfriado comum são tratados em casa com chás, descongestionantes, repouso, entre outros cuidados. Entretanto, existem alguns sinais que devem ser observados que nos alertam para a procura de um atendimento médico imediato. Esses sinais são:

· Febre alta por mais de 24 horas (superior a 37,8ºC)
· Respiração difícil, afundamento do tórax durante os movimentos de respiração, gemidos ao respirar
· Dor de ouvido e surgimento de manchas vermelhas na pele
· Recusa total da alimentação
· Aparecimento de sinais de desidratação (pele seca, diminuição do volume da urina, choro sem lágrimas, etc)
· Prostração (principalmente em crianças)
· Mudança de cor da secreção nasal (coloração amarela ou esverdeada)

As vacinas contra a gripe previnem a doença?

A vacina contra gripe é um método de profilaxia cuja eficiência tem aumentado nos últimos tempos. De acordo com infectologistas a eficácia da vacina fica em torno de 90%, mas não extingue a possibilidade de eventuais resfriados. O imunizante é feito com os vírus que circularam no ano anterior e que, provavelmente, trazem muita semelhança com os que estarão nas ruas nesta temporada. Como os vírus da gripe sofrem constantes mutações, é necessário que a vacinação seja repetida todo ano, embora a imunidade valha por cinco anos.

A vacina é indicada para crianças com mais de 6 meses de idade, idosos e para quem apresenta defesas orgânicas precárias: aidéticos, diabéticos, doentes renais e asmáticos. O imunizante leva de 30 a 45 dias para atingir o estágio ideal de defesa e, por isso, se recomenda que a imunização seja feita no início do outono, entre os meses de março e maio, justamente no período em que estamos.

Um estudo publicado no New England Journal of Medicine, mostra que imunizar as crianças contra gripe pode impedir que os mais velhos fiquem gripados. No Japão, a vacinação infantil tem evitado a morte de um idoso para cada 420 crianças imunizadas.

O papel da dieta na prevenção da gripe

Uma boa alimentação pode ajudar a prevenir gripes e resfriados. Mas se você já está com os sintomas, saiba que alimentar-se bem pode encurtar a duração e tratar os sintomas da gripe. A alimentação saudável, fortalece nosso sistema imunológico e cria defesas orgânicas para combater o vírus: frutas, verduras, legumes, grãos (cereais e leguminosas), carnes magras, peixes e aves sem pele, ovos (3 por semana) e leite e derivados, de preferência com pouca gordura, é a alimentação recomendada para quem quer evitar os transtornos causados pela gripe.

Canja de galinha: o prato ideal

Um prato saudável, nutritivo e que pode ajudar na recuperação do doente nesses dias frios é a famosa canja de galinha, muito receitada pelas nossas avós em casos de gripe, resfriados e outras infecções respiratórias. A ciência já comprovou que dois elementos presentes neste prato podem fazer bem para quem está tentando se livrar do resfriado: o calor e um aminoácido presente na carne da galinha.

Há tempos já se sabe que líquidos quentes ajudam na expectoração, pois colaboram para aumentar o movimento dos cílios pulmonares e, por consequência, do muco. Mas recentemente descobriu-se que a temperatura não é a única responsável pela ação benéfica da canja. Um aminoácido chamado cisteína, liberado quando a carne de galinha é cozida, tem a capacidade de agir sobre o muco, tornando-o menos espesso. A cisteína agiria da mesma forma que a acetilcisteína, um princípio ativo usado na formulação de medicamentos para descongestionar os pulmões.

Quanto à vitamina C, a ciência ainda não conseguiu provar que megadoses dessa vitamina são capazes de prevenir e curar os resfriados. Entretanto, sabe-se que ela tem um efeito anti-histamínico e, portanto, poderá ajudar a reduzir os sintomas. Por isso, use e abuse de frutas ricas nessas vitamina como a acerola, as laranjas, limões, entre outros.

Seis dicas para você fugir da gripe

· Tenha hábitos alimentares saudáveis;
· Ingira pelo menos de 8-10 copos de água/dia. A água deixa os cílios pulmonares mais fortes e amolece o muco, facilitando o trabalho desses cílios;
· Faça lavagens nasais com solução fisiológica e estimule, principalmente crianças, a assoar o nariz sempre que possível;
· Não administre descongestionantes, anti-inflamatórios ou xaropes sem consultar um médico;
· Crianças e idosos devem ser vacinados de preferência no início do outono, no período de março a maio.
· Se você estiver com gripe, o repouso é fundamental para uma recuperação mais rápida

 

Artigos relacionados - clique no título



>>> Prevenção de gripe pela medicina tradicional chinesa é por faixa etária

>>> Tratamento naturopático para dor de garganta

>>> Mitos e verdades sobre gripes e resfriados

>>> Tratamento natural para a rinite


 

Colunas relacionadas:
Nutrição Funcional Cyber Drogas Psicologia do Esporte Cérebro e Corpo
para ler artigos anteriores
 
Jocelem Salgado
Profª. Titular em Nutrição LAN/ESALQ/USP/Campus, Piracicaba
>> Mais informações >>
Clique aqui
e compre o livro
"Guia dos Funcionais" de
Jocelem Salgado
Clique aqui para falar com Jocelem Salgado
para a página principal