Corpo
Dicas para um corpo saudável e boa forma

Hidroginástica põe a pessoa em forma?
por Simone Sarti

É uma modalidade praticamente sem contra-indicação. Pessoas de qualquer faixa etária, sexo ou nível de condicionamento físico podem fazer. Mesmo grupos heterogêneos não apresentam muitos problemas, pois o professor pode orientar um mesmo exercício com diferentes níveis de dificuldade. Por exemplo num saltitamento, o aluno iniciante vai fazer pequenos saltitos, enquanto um mais avançado vai fazer grandes elevações dos joelhos.

A resistência ao movimento que a água oferece funciona como sobrecarga para o corpo, como se a pessoa estivesse trabalhando com pesinhos, porém essa resistência é proporcional à força que se faz. Se você balança o braço dentro da água devagar, quase não há resistência e você não precisa fazer força, enquanto que se no mesmo movimento você tentar empurrar a água com mais força e mais rápido, a resistência será muito maior e ficará bem mais difícil. Ou seja, você está exigindo mais trabalho muscular.

O fato dessa resistência ser proporcional à força, é uma vantagem, pois impede que o aluno ultrapasse os limites de segurança, como levantando um peso que ele não conseguiria sustentar. Por outro lado, pode ser uma desvantagem, pois é preciso lembrar que o professor vai determinar o tipo de exercício, o ritmo, o grau de dificuldade... conforme a aula. Mas depende do muito do aluno, uma vez que, mesmo participando de uma aula intensa e agitada, se o aluno não se empenhar em ir contra a resistência da água, ele terá poucos progressos. A água oferece uma pressão que estimula a circulação, ao mesmo tempo que massageia nosso corpo, deixando no final de uma aula, uma sensação gostosa de relaxamento. As pessoas que estão acima do peso, têm uma grande vantagem, pois no meio líquido nosso peso é 90% menor, evitando o impacto nas articulações.

Os principais objetivos da hidroginástica são a melhora da capacidade cardiovascular e respiratória, a força muscular e flexibilidade. É também muito usada para fins terapêuticos (recuperação de lesões, reabilitação física) com exercícios adaptados para cada necessidade. Atletas utilizam-se com freqüência desse recurso, assim fortalecem a musculatura, poupando as articulações.

O meio líquido em si mais a temperatura da água, colaboram para uma sensação de leveza, eliminando o stress e a sensação de cansaço do dia-a-dia. Essa temperatura não deve ser muito baixa (não é confortável) nem muito quente, o que causa uma certa moleza no corpo e conseqüente queda do desempenho. O ideal é a água estar entre 27 e 30 graus celcius. A profundidade da água deve ser em média,1,20m (mais ou menos na altura do peito) o que permite tranqüilamente que uma pessoa que não saiba nadar faça as aulas.

Sempre que orientada por profissionais capacitados, a hidroginástica é uma aula segura, agradável e divertida. Os materiais usados são fáceis de manusear, coloridos e estimulantes. Os mais usados são o palmar, o halter de borracha, bolas, bastões, colchonetes próprios para água, até sapatilhas ou meias com antiderrapantes. Essa segurança costuma também atrair muito as gestantes.

Hidroginástica coloca a pessoa em forma?

Para se sentir os efeitos da modalidade, é preciso perseverança, pois os resultados são geralmente de médio a longo prazo (meses). As aulas devem ser feitas pelo menos três vezes na semana com um mínimo de 45 minutos.

Entrar em forma pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes. Se você considerar que entrar em forma é: diminuir a gordura corporal, ganhar músculos, ganhar flexibilidade, só com essas três aulas de 45 minutos, é muito difícil. Agora, sair do sedentarismo e ganhar mais qualidade de vida, ter uma melhora na força muscular e na aptidão geral, isso sim, a pessoa consegue tranqüilamente, se ela for assídua.

Para as pessoas que correm ou caminham, mas já possuem bom condicionamento físico e querem ou precisam mudar de atividade (por problemas nos joelhos, por exemplo) existem outras modalidades na água (mas já não é mais a hidroginástica), onde o trabalho  cardiovascular é grande, exige bastante esforço, porém consegue-se muito bons resultados. As  academias escolhem diferentes nomes, mas são bastante conhecidas como o Deep Runner, que é justamente uma corrida dentro da água em piscina profunda, com um colete flutuador. O aluno corre durante praticamente toda a aula sem tocar os pés no chão. A outra é a Hidro Spinning ou Hidrobike:o aluno pedala durante toda a aula, dentro da piscina , em bicicletas adaptadas para a água,  seguindo o mesmo esquema do spinning - clique aqui e leia.

Apesar de quase nenhuma contra-indicação, pessoas mais sensíveis podem apresentar alergias devido ao cloro, ou problemas no ouvido, mas são casos bem específicos. De qualquer forma, antes de iniciar qualquer modalidade de exercícios, passe pelo seu médico e por uma avaliação física.


Colunas relacionadas:
Vida SaudávelBelezaYogaNuno Cobra
para ler artigos anteriores
este artigo para um amigo
Simone Sarti
é profa. de Educação Física com pós-graduação em Fisiologia do Exercício
>> Mais informações >>
Clique aqui
e compre o livro
"Mais jovem a cada dia" de
Sonia Corazza e Simone Sarti
para a página principal