Neurociência & Aprendizagem
Neurociência pedagógica: abordagem neurobiológica e multidisciplinar sobre a complexidade cerebral na sala de aula

Sete dicas para se tornar coach de seu filho

por Marta Relvas

"Os avanços da Neurociência demonstram que cada etapa da vida é marcada por uma configuração cerebral diferente e que partes distintas do cérebro têm ritmos e amadurecimentos diferentes"

Ensinar as crianças a cuidarem de si mesmas, dos outros e do meio ambiente são prioridades definidas pelas Nações Unidas como o melhor caminho para conter a violência, prevenir conflitos e resolver problemas pelo diálogo. Mas, como fazer isso?


As inovações tecnológicas, a violência, as novas configurações familiares têm gerado muitas dúvidas para os pais
.

Educar os filhos hoje em dia ganhou certa complexidade. Os pais ficaram mais confusos, porque o mundo também mudou muito para melhor e para pior. Os desafios que as famílias enfrentam em um mundo em que o ritmo de mudanças é cada vez maior e as informações mais velozes tornaram-se um grande conflito.

Os avanços da Neurociência demonstram que cada etapa da vida é marcada por uma configuração cerebral diferente e que partes distintas do cérebro têm ritmos e amadurecimentos diferentes. O cérebro está em constante evolução. E que, embora seja constituído de aproximadamente de 86 bilhões neurônios e que durante toda vida, existe uma renovação constante dessas células de acordo com a necessidade do cérebro.

Graças a essas possibilidades de renovação realizada pela neuroplasticidade neural intencional, o cérebro aprende e guarda saberes através das diversas etapas de desenvolvimento nas fases: infantil, adolescência e adulta até o processo do envelhecimento.

Todas as fases são fundamentais, porém, sabe-se que a infância é o período mais importante na construção global de uma pessoa e que são determinados certos marcadores que permanecerão ativos por toda a vida. É, portanto, imprescindível o manejo adequado desta fase que tem seu início no útero materno e se estende até os 12 anos da criança. Por isso, são necessários os melhores estímulos a fim de aproveitar as preciosas janelas oportunizadas através de uma educação com qualidade.

Sete dicas para se tornar coach de seu filho (a):

1ª) Converse mais com o seu filho ou filha.

2ª) Sempre faça bons elogios e aborde com carinho os erros quando cometidos.

3ª) Demonstre que o ama.

4ª) Dê bons exemplos de confiança através da amorosidade.

5ª) Fique atento às atividades escolares.

6ª) Pense que não é a quantidade de tempo que você disponibiliza para o seu filho(a), mas sim, a qualidade do tempo disponível para estar com seu filho ou filha.

7ª) Dizer não é fundamental para as superações ou neuroaprendência denominada resiliência.

Artigos relacionados - clique no título



>>> Aumento de capacidade aeróbica melhora cognição em adolescentes, indicam estudos

>>> Inteligência muda e gera comportamentos inteligentes

>>> O lado obscuro da inclusão escolar

>>> Atividade física precoce pode melhorar funções cerebrais ao longo da vida


 
Colunas relacionadas:
Luiz Alberto Py Cérebro & Corpo Mente na Terceira Idade Eu
 
e leia textos anteriores
 
Marta Relvas
é professora, neurobióloga, neuroanatomista psicanalista e psicopedagoga
>> Mais informações >>

Clique aqui
para falar com Marta Relvas
para a página principal