Beleza
Dicas para ter uma boa aparência de forma saudável

Qual sabonete é o ideal para a pele: barra ou líquido?

por Sonia Corazza



A grande oferta de diferentes tipos de produtos para higiene sempre deixa o consumidor em dúvida na hora de escolher o melhor sabonete para o banho e higiene diária. Mas será que o sabonete em barra é o mais indicado para qualquer pessoa? Vamos ver isso bem direitinho.

Cada caso é um caso

Para começar, vamos falar sobre pele e pH. Esta é a sigla para designar o ‘potencial hidrogeniônico’  que mostra qual é a condição de acidez da sua pele.

Relembrando as aulas de química, o pH pode variar numa faixa até 14, sendo que quanto mais próximo do 0, mais ácido; já se o valor está mais para 14, mostra um pH alcalino. O pH 7 é considerado neutro.

Você sabia que o pH da nossa pele, de forma geral, oscila entre 4,5 e 6,5? Esta é a faixa chamada de ‘pH fisiológico’, considerada a ideal.

Quem determina a quantidade de acidez na pele é a emulsão epicutânea: mistura de água, sais minerais, gordura e outras substâncias segregadas pelas glândulas sebáceas e sudoríparas presentes na pele. Nas regiões mais próximas aos genitais o pH é mais baixo, mais ácido, justamente para impedir a infestação microbiana nestas áreas do corpo.

Barra X líquido

Então o ideal para nossa proteção e minimização de riscos de agressão à pele será sempre melhor buscar produtos que trabalhem na faixa de pH fisiológico. Desta maneira não causaremos um desequilíbrio na proteção naturalmente ácida da nossa pele, certo?

Mas no mundo das formulações cosméticas as coisas ficam bem mais complexas.

Os sabonetes em barra são compostos de ácidos graxos de origem animal ou vegetal, saponificados com dose cáustica ou outras substâncias para formar a massa sólida e espumógena que tão bem conhecemos. O produto final fica com o pH na faixa de 8 a 9,5 - faixa de pH alcalino, o que poderia levar a um maior potencial irritativo para a pele.

Os sabonetes líquidos são compostos por agentes tensoativos sintéticos, os detergentes, e geralmente ficam na faixa de pH mais próximo da neutralidade, podendo variar do pH mais ácido, 5,5 - 6,0 até o ligeiramente alcalino, por volta de 7,5 - 8,0. Teoricamente seriam preferíveis para a higiene do corpo, mas não é tão simples assim taxar essa escolha.

As formulações de sabonetes líquidos usam, via de regra, tensoativos da família dos alquil sulfatos, alguns deles bem irritantes para a pele.

Então como escolher bem?

O melhor mesmo é procurar por produtos de empresas idôneas, que realizam testes clínicos de segurança das suas formulações, mostrando que são produtos bons para a pele. Não basta ser líquido e trabalhar no pH fisiológico, é preciso que a concentração e tipo dos tensoativos sejam o menos agressivo possível. É preciso que sejam agregados ingredientes emolientes, que reponham a emulsão epicutânea perdida no banho, além de outras substâncias benéficas para a pele, como óleos e extratos vegetais. Procure pela comprovação científica de resultados prometidas nas publicidades. É sua melhor fonte de informação. E bom banho!

Artigos relacionados - clique no título


>>> Cuidados com a beleza começam no supermercado; faça a sua lista

>>> Cosméticos práticos, rápidos e eficientes

>>> Saiba como escolher a textura de cosmético mais indicada para cada ocasião

>>> Spa em casa... só para solteiras


 

Colunas relacionadas:
Vida Saudável Nutrição Funcional Medicina Complementar Psicologia do Esporte
para ler artigos anteriores
 
Sonia Corazza
é engenheira química especializada em cosmetologia
>> Mais informações >>
Clique Aqui
e compre o livro
"Mais jovem a cada dia" de
Sonia Corazza
para a página principal