Sexo
Dicas para melhorar sua vida sexual
Preliminares do sexo começam com 'bom dia'
por Arlete Gavranic

Pesquisa publicada na revista feminina First sobre a vida sexual das britânicas após o casamento revelou que 40% das mulheres casadas preferiam ir às compras do que fazer sexo. Imagino a qualidade de sexo que essas mulheres estejam vivendo.

Embora se fale de rotina e de esfriamento do desejo com o passar do tempo, é antinatural as pessoas passarem a viver como irmãos ou amiguinhos.

O sexo é uma das formas de comunicação e de interesse do casal em manter a união; é essencial no vínculo afetivo, pois aproxima e integra.

As mulheres tendem a demorar um pouco mais para se excitar do que os homens. Por isso boas preliminares ajudam a despertar o desejo e a excitação, evitando dores na penetração, devido à lubrificação insuficiente, por estar pouco excitada.

Mas como fazer?

Para as mulheres as preliminares começam com o 'bom dia'. Isso não é alimentar o romantismo, não adianta ser distante, durante um ou vários dias e, de repente, na hora do tesão, achar que um beijo no pescoço, ou apertar ‘alguns botões’, será o suficiente para deixar a parceira pronta para o ato sexual.

Demonstrar atenção, dedicação, admiração e desejo fazem parte dessa conquista que deveria ser diária no relacionamento.

É o bom dia que desperta e acaricia, o telefonema carinhoso, um torpedo ou e-mail sensual... Essas são as preliminares básicas do relacionamento.

Preliminares no sexo

As preliminares bem-vividas podem proporcionar prazer tão intenso quanto o ato sexual em si. O sexo não deve ser reduzido somente a um ato de penetração e ejaculação.

A disponibilidade é essencial: ‘Eu quero estar com o outro’, sem mágoas ou medo. Por isso uma relação de confiança e respeito pela pessoa, pelo seu ritmo e desejo, é importante.

Lembre-se, a vagina e os seios não são as únicas zonas erógenas da mulher. Esse corpo possui muitas áreas altamente eróticas.

Beijos

Beijar pode ficar um ato mecânico, mas se você lembrar dos primeiros beijos, aqueles que faziam o corpo tremer... Experimente outros tipos de beijo - clique aqui e leia.

Comece por...

Você pode começar acariciando os cabelos, beijando ou mordiscando a ponta das orelhas. Com ela de costas desça explorando o corpo todo, da nuca às costas, nádegas, parte de trás das coxas e muitas mulheres gostam de ser acariciadas nos pés.

Nada de ir direto para a penetração. Estimule, descubra, acaricie as diferentes zonas erógenas da mulher. Aprender a sentir o corpo todo é tarefa importantíssima, alterne toques suaves com uma eventual pegada forte, seja com as mãos, lábios, língua...

Seios: o modo que elas amam...

De frente, depois de um beijo de língua, vá descendo até os seios, onde com a ponta da língua você pode lamber ao redor dos mamilos e depois sugá-los ou dar suaves mordidas, aí a carícia deve ser suave ou com leves apertões. Se ela estiver no período pré-menstrual esqueça esses apertões ou mordiscadas, pois essa região fica muito sensível.

Acaricie, beije, explore suavemente com as pontas dos dedos o abdome, vá descendo, mas desvie da vagina, não toque ainda, desça pelas pernas fazendo caricias e beijando-as, depois você pode voltar para massagear o clitóris de sua parceira levando-a à excitação.

Muitas mulheres dizem que os jogos preliminares podem ser tão ou mais importantes que a penetração. Não faça disso só um momento sério, vocês podem brincar. O jogo dos dados eróticos à venda em sex shop, onde um dado 'diz' se você vai mordiscar, arranhar de leve, acariciar, beliscar, beijar, lamber, massagear e no outro dado, em que parte do corpo vai ser: boca, coxas, genital, mamilos, barriga, ânus; pode ser uma brincadeira descontraída para iniciar essa intimidade.

Artigos relacionados - clique no título


>>> Como lidar com a disfunção erétil

>>> Sexóloga classifica pensamentos antieróticos em quatro categorias

>>> Ele tem disfunção erétil, mas não se dispõe a conversar sobre o assunto. O que faço?

>>> Mulheres reclamam da falta de 'pegada' dos homens


Colunas relacionadas:
Cyber Vida SexualCyber Vida a DoisAmorLuiz Alberto Py
para ler artigos anteriores
 
Arlete Gavranic
é Psicóloga, Mestre em Educação; Educadora e Terapeuta sexual
>> Mais informações >>
Clique aqui para falar com Arlete Gavranic
para a página principal