Cyber Vida Sexual
Seção dedicada a responder e-mails relacionados à sexualidade

Sexo anal é prejudicial à saúde? Pode causar danos graves?

por Sandra Vasques

Existe uma melhor posição?

Resposta: Desde que os dois envolvidos tenham o desejo de realizar o sexo anal e tomem alguns cuidados, essa prática pode ser prazerosa e não prejudicar a saúde.

Primeiro, use sempre camisinha e lubrificante.

Existem bactérias que habitam o ânus e que podem provocar infecção urinária em contato com o pênis.

Além disso, é preciso trocar a camisinha se vocês quiserem fazer sexo vaginal depois do anal, para não levar as bactérias que são próprias do intestino para a vagina e provocar infecções nesse local.

A camisinha também vai proteger das doenças sexualmente transmissíveis e AIDS, que são mais facilmente transmitidas pela relação anal, quando um dos parceiros está contaminado, é claro. E por quê? A mucosa anal é ricamente vascularizada e, além disso, podem ocorrer microcortes durante a relação anal, que apesar de cicatrizarem-se rapidamente, facilitam a transmissão das bactérias e vírus direto para a corrente sanguínea. Por isso a importância do uso do preservativo com lubrificante.

Lubrificante - Esse último é essencial, pois facilita a penetração, diminui o risco de rompimento do preservativo e pode contribuir para a obtenção do prazer.

Qual é a melhor posição?

Quanto a melhor posição, esta deve ser encontrada pelo casal, aquela que vocês se sintam mais a vontade e que dê mais tesão. No entanto, existe uma posição que pode facilitar o relaxamento da musculatura anal, que é com a pessoa que vai ser penetrada deitada de barriga para baixo, com uma almofada sob o baixo ventre, levantando o bumbum.

Penetração: é importante que ambos curtam o momento

A penetração deve ser realizada devagar e seria facilitada, se, antes de introduzir o pênis, primeiro o homem estimulasse o ânus com massagem, seguida da introdução de um dedo, depois dois, levando a musculatura local a relaxar cada vez mais. Talvez seja necessário que esses avanços sejam feitos gradualmente, e não numa única relação.

A penetração anal deve ser percebida como algo que pode ser prazeroso e tornar-se desejável. O objetivo é que a pessoa que vai ser penetrada possa curtir este momento tanto quanto a que penetra e assim, relaxar e facilitar que tudo aconteça. Se a pessoa que está sendo penetrada for forçada a esse ato ou o mesmo for realizado de forma violenta, ocorre a contração da musculatura anal e conseqüentemente, além de uma forte dor, podem ocorrer traumas e sangramentos. Mas, se houver desejo, calma, o uso da camisinha e de boa lubrificação, pode ser uma experiência muito gratificante para os envolvidos. E tudo o que é bom, a gente quer repetir!

Artigos relacionados - clique no título

Sexo anal não deve causar dor

O que fazer quando um ponto frágil torna-se central na relação?

A fantasia 'número 1' deles e as mais desejadas

Para pôr em prática uma fantasia sexual é preciso perceber seus limites

Atenção!
As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psicologia e não se caracterizam como sendo um atendimento

Colunas relacionadas:
SexoCyber Vida a DoisLuiz Alberto PyAmor
para ler as respostas anteriores
este artigo para um amigo
Sandra Vasques
é psicóloga especializada em sexualidade
>> Mais informações >>
Clique aqui para falar com Sandra Vasques
para a página principal