O ESTRANHO MUNDO DE ZÉ DO CAIXÃO
  


Produzido em 1967-1968. Lançado em 25 de novembro de 1968 (São Paulo/SP). Preto e Branco. 80 min.

Produtor
José Mojica Marins e George Michel Serkeis (Ibéria Filmes) Diretor José Mojica Marins Diretor de Produção Evandro Barreto Roteiro Rubens F. Lucchetti Argumento José Mojica Marins Diretor de Fotografia e Câmera Giorgio Attili Assistentes de Câmera Rosalvo Caçador, Virgílio Roveda e Sílvio Montagem Eduardo Llorente Assistente de Montagem Roberto Leme Cenógrafo Brutus Distribuição em Vídeo Omega Home Vídeo/EUA Something Weird Video (The Strange World Of Coffin Joe) “O FABRICANTE DE BONECAS” Elenco Vany Miller, Veronica Krimann, Paula Ramos, Esmeralda Ruchel, Luís Sérgio Person, Mário Lima, Rosalvo Caçador, Toni Cardi, Messias de Melo e Leila de Oliveira. 18 min. “TARA” Elenco George Michel Serkeis, Iris Bruzzi, Arnaldo Brasil, Ana Maria, Pontes Santos, Antonia Siqueira, Guilermina Martins, Wilson dos Santos, Bettyr Dorffer e Luis Carlos Vianna. 24 min. “IDEOLOGIA” Elenco José Mojica Marins, Osvaldo de Souza, Nidi Reis, Nivaldo de Lima, Salvador do Amaral, Kátia Dumont, Dario Santos, Carla Sotis, Jean Silva (Garret), Palito e Laércio Laurelli (dublador da voz de José Mojica Marins). 34min.

Zé do Caixão desfia sua filosofia doentia e introduz três contos de horror. Em “O Fabricante de Bonecas”, marginais invadem a casa de um velhinho e descobrem o segredo da confecção de suas bonecas, cujo principal detalhe são os olhos realistas. Em “Tara”, um pobre vendedor de balões fica obcecado por uma garota que ele segue nas ruas, só conseguindo possuí-la após sua morte. Em “Ideologia”, o excêntrico professor Oaxiac Odéz enfrenta um rival e tenta provar que o instinto prevalece sobre a razão, com fortes doses de canibalismo e sadomasoquismo. Mojica compôs também a canção título, interpretada por Edson Lopes e Titulares do Ritmo.