FINIS HOMINIS
  


Produzido em 1970-1971. Lançado em 18 de dezembro de 1971 (São Paulo/SP). Preto e Branco/Colorido. 79min.

Produtor
Marciano Bley Bittencourt (Multifilmes) Diretor José Mojica Marins Diretor de Produção Mário Lima Roteiro Rubens F. Lucchetti Argumento José Mojica Marins Diretor de Fotografia Giorgio Attili Assistentes de Câmera Virgílio Roveda e Nivaldo de Lima Montagem Roberto Leme Cenógrafo Graveto Distribuição em Vídeo EUA Something Weird Video (The End of Man-Finis Hominis) Elenco José Mojica Marins Tereza Sodré, Roque Rodrigues, Mário Lima, Andréa Bryan, Carlos Reichenbach, Claudia Tucci, Graveto, Lurdes Vanucchi Ribas, Rosângela Maldonado e Araken Saldanha (dublador da voz de José Mojica Marins).

Um homem completamente nu emerge do mar e caminha tranquilamente pelas ruas da cidade, interferindo de várias maneiras em episódios cotidianos, sempre em busca de justiça. Assumindo o nome Finis Hominis (“O Fim do Homem” em latim), ele é tido pela população como um messias moderno, capaz de operar milagres. Uma mulher adúltera e um marido traído - ambos salvos por Finis - são seus maiores seguidores, ao lado de um bando de hippies. O personagem retornou no inferior “Quando os Deuses Adormecem”.