A festa de Daniela Mercury
Cantora lança DVD e CD com diversidade musical do show Balé Mulato

por Beto Feitosa

O carnaval chega em dezembro. Daniela Mercury entra na grande corrida de lançamentos de fim de ano com um caprichado DVD/CD que registra o show o elogiado Balé mulato. O vídeo, nas lojas pela EMI, mostra a cantora em grande forma.

Inevitável escolher a palavra energia quando se fala em Daniela Mercury. O prazer de estar no palco é contagiante, Daniela sorri cantando. O DVD, dirigido por Lírio Ferreira, soube captar essa festa com cores alegres e vibrantes. "O palco é o lugar da fantasia e do sonho. Nele, a alegria tem que estar presente", taxa Daniela no making of.

A resposta vem do animado público que lotou o Farol da Barra, cartão postal de Salvador, no dia 17 de setembro de 2006. "Alô minha terra maravilhosa, obrigada pela presença de vocês. Que Oxalá nos cubra e nos proteja", saúda a cantora no início do show.

A escolha do local não foi por acaso. Para começar, lugar de festa é em Salvador, terra natal da cantora. "Todo dia 1° de janeiro eu dou de presente para a cidade um show acústico", conta Daniela em entrevista coletiva pela internet. "O projeto se chama Porto do som em uma referência a música Farol da Barra dos Novos Baianos. Em sete anos criei uma intimidade com o público", conta. "Esse ano vou homenagear Renato Russo", adianta ainda mencionando o convite para um mega-show ao lado da popstar Shakira.

Daniela Mercury foge do padrão quando se fala em música baiana. Corajosa, a cantora ousa misturar ritmos e influências diferentes em sua música, que vai bem além do axé. Sempre procurando inovar, Daniela já incluiu em sua música informações que vão desde o clássico até o flerte com a eletrônica. "Não sou a única, cada um faz a seu jeito", pondera. "Há sempre coisas novas, surpresas na Bahia independente de mim", garante. "Mas realmente eu sou muito inquieta, talvez apareça por fazer mudanças mais radicais. E não tenho medo, não sou conservadora. Amo a tradição, estou sempre respeitando, mas usando também como base para criar novas coisas", explica.

O show respira a miscigenação cultural do país. Não por acaso, abre com uma versão que transforma Aquarela do Brasil, clássico de Ary Barroso, em samba de roda. O mega-cenário, inspirado no teatro mambembe, mostra as favelas brasileiras em certo momento. Tudo muito colorido e alegre, repleto de informações e rico em referências. "É a minha tentativa de representar o Brasil, de trazer todas essas linguagens, do encantamento que tenho pela riqueza rítmica da gente", explica Daniela.

O repertório privilegia as músicas do CD homônimo, lançado em 2005. Mas Daniela não deixa de passar por sucessos como Nobre vagabundo, Ilê pérola negra e Baianidade nagô. E apresenta novidades como a regravação de Não chores mais, versão de Gilberto Gil para Bob Marley. A cantora também resgata Dia branco, de Geraldo Azevedo e Renato Rocha, que fazia parte de seu repertório quando cantava na noite.

Presente apenas no CD, Essa ternura é uma versão de César Lemos para A certain softness, de Paul McCartney, com quem Daniela já dividiu o palco. Outra inédita, Quero a felicidade é parceria de Daniela com Manno Góes, aparece no CD e no DVD com seu clip no menu de extras.

Atração à parte, a diversão está garantida desde o criativo menu, em que a própria Daniela aparece em quatro quadros apresentando as opções disponíveis e brincando. O DVD Balé mulato ao vivo é um retrato alegre e bonito do Brasil e uma expressão de sua música. Daniela Mercury é dona do palco e comanda a festa brasileira, fazendo o carnaval para o mundo ver e dançar.

  • Balé mulato ganha os palcos
  • Daniela Mercury grava novo DVD
  • Daniela Mercury faz sucesso em Portugal


  • matéria anterior:
  • Ná Ozzetti e André Mehmari se encontram novamente
    ÚLTIMOS LANÇAMENTOS